PROMOÇÃO: HOTÉIS, POUSADAS E OUTROS SERVIÇOS TURÍSTICOS NO ESTADO DE SUCRE

 

 

 

PUBLICA NAS TUAS REDES SOCIAIS

 

 


CONVENTO DE "SAN FRANSCISCO"

 

 

 

Ruínas do edifício de tipologia religiosa, declarado monumento nacional.

Ruínas do edifício de tipologia religiosa, declarado monumento nacional, de acordo com a resolução publicada no boletim oficial N ° 26.320 datada de 2 de agosto de 1960. Está localizado ao sul do centro histórico da cidade de Cumaná, frente a atual praça Badaraco (Praça Ribero), nas margens do Rio Manzanares.

Seu significado histórico deve-se por ter sido o primeiro centro religioso fundado pelos espanhóis no continente, constituindo assim um passo em frente no propósito da evangelização pacífica nas Américas.

Sua origem é do início do século XVI quando foi criado o primeiro edifício, mais tarde destruído pelos índios agravados pelo abuso causado pelos conquistadores.

Em seguida, em 1638, foi autorizada a refundação do convento, que foi realizado após a segunda metade do século XVII, quando foram erguidas novas estruturas. Provavelmente o conjunto original incluía a Igreja e o claustro, em seguida foram adicionados em 1780 a capela dos Terços. No final do século XVIII foi construída uma nova Igreja sobre a existente, sob a direção de Frei Marcelino Reinada. Capela do Terço afetada pelos terremotos de 1797 e 1802, foi demolida em 1804, feito que acompanhou o processo de reconstrução do convento a fim de torná-lo mais resistentes aos frequentes tremores de terra.

Em 1812 o Conselho Municipal e o legislativo de Cumaná aprovaram a criação da Universidade em estabeleceram classes no convento, que tinha então alguns religiosos. No entanto, a Universidade foi abandonada pelos alunos em 1819.

Em 1812, um ato que emana do Congresso de Cúcuta abolia os conventos que pelo menos não m contasse com 8 religiosos de missa, para que destinar seus edifícios e renda à Fundação de Colégios Nacionais.

Desde a promulgação desta lei, o Convento de São Francisco tornou-se o Colégio Nacional de Cumaná em 1835, o primeiro Instituto de ensino secundário da região.

Em 1853 um terremoto deixou o edifício inútil e em 1881 foi emitido um decreto que autorizava a venda das propriedades dos Colégios federais. Os restos do edifício do Convento de São Francisco foram destinados no início do século XX a alojar uma fábrica de sabão. Novas instalações foram construídas e foram mantidos os restos de uma das fachadas do convento.

Em 1945 a construção da estrada que liga de Cumaná com o vale Cumanacoa afetou a área do convento, modificando a relação natural da construção com o Rio Manzanares.

 

 

 

LOCALIZAҪÃO GEOGRÁFICA: CONVENTO DE "SAN FRANCISCO"

 

 

 

 

 

 

GALERIA DE FOTOS >CONVENTO DE "SAN FRANCISCO"

 

 

 

 

 

OUTRAS ATRAÇÕES TURÍSTICAS NA CIDADE DE CUMANÁ

 

 

 

MUSEU "GRAN MARISCAL"
Este edifício foi construído em 1945, a sede do antigo Conselho Municipal. Foi declarado Museu em 1974 para a celebração do sesquicentenário da batalha de Ayacucho. Lá é exposto tudo o relacionado com a vida e obra do...
CASTELO "SAN ANTONIO"
Não há nenhuma precisão de quando começou a construção do Castelo de São Antonio, no entanto, existem documentos que são testemunho fiel de que o processo de construção foi durante a segunda metade do...
MUSEU "A. E. BLANCO"
A casa Natal do poeta Andrés Eloy Blanco, é patrimônio da cidade de Cumaná. Ela foi restaurada, preservando suas características originais. Tornou-se a casa de cultura e Museu da cidade, que incluem...
CASTELO "SANTA MARÍA"
O segundo edifício defensivo foi com que contou a provincia de Nova Andaluzia (Cumaná). Construida pelo Sargento-mor Sancho Fernández Angulo e Sandoval, governador e capitão da província. O trabalho...
"CONV. SAN FRANCISCO"
Ruínas do edifício de tipologia religiosa, declarado monumento nacional, de acordo com a resolução publicada no boletim oficial N ° 26.320 datada de 2 de agosto de 1960. Está localizado ao sul do centro histórico da...
IGREJA "SANTA INÉS"
O templo foi construído entre 1862 a 1866. No entanto, sabe-se da existência da igreja paroquial (1704) e a Capela de Carmen que precedeu o templo no mesmo; e de acordo com dados históricos, foram...

 


SUCRE, UM TESOURO DESCOBERTO